O coração sofre quando temos que converter o euro, certo? Mas você sabia que é possível gastar pouco em certos destinos? Conheça 10 cidades europeias baratas pra visitar!

Istambul

1 – Istambul (Turquia)

Istambul é a maior cidade da Turquia, mas não a capital. Tem mais de 2 mil anos de história e agrada a todo tipo de viajante. Mistura gastronomia, cultura, história, arquitetura e compras. Custo médio diário: 18 euros.

Kiev
Kiev

2 – Kiev (Ucrânia)

A capital da Ucrânia destaca-se pelo tamanho (3 milhões de habitantes). Além de contar com indústrias de tecnologia de ponta, monumentos e universidades, ela possui um dos melhores sistemas de metrô do mundo. Custo médio diário: 22 euros.

Cracóvia

3 – Cracóvia (Polônia)

É uma boa cidade para ser explorada a pé, você certamente vai se surpreender. Cracóvia é charmosa, colorida, alegre e respira cultura.

Sem contar que a UNESCO reconheceu o seu Centro Histórico como o Primeiro Patrimônio Mundial da Humanidade em 1978. Possui praças lindíssimas, restaurantes, mercados e igrejas. Custo médio diário: 23 euros.

Belgrado

4 – Belgrado (Sérvia)

A capital da Sérvia destaca-se pela mistura de culturas e por ser uma ponte entre o Leste e o Oeste. Sua história está presente nas fortalezas de Belgrado, testemunhas de 122 guerras. Custo médio diário: 23 euros.

Bucareste

5 – Bucareste (Romênia)

Bucareste modernizou-se muito nos últimos anos e chama atenção pela pelos lindos parques urbanos, além da contagiante vida noturna, possivelmente, a melhor do leste europeu. Custo médio diário: 24 euros.

Sófia, na Bulgária

6 – Sófia (Bulgária)

A capital da Bulgária ainda é desconhecida por boa parte dos brasileiros, entretanto, merece entrar no seu roteiro, especialmente pelo preço.

Ela se destaca pelas magníficas igrejas ortodoxas, pelos museus e pela gastronomia (o churrasco de linguiça e carneiro e o lombo de porco assado estão entre as especialidades). Custo médio diário: 27 euros.

Budapeste, na Hungria

7 – Budapeste (Hungria)

Pra quem não lembra, Budapeste surgiu da unificação de duas cidades distintas localizadas às margens do rio Danúbio no século XIX. De um lado ficava Buda, a parte montanhosa onde vivia a nobreza (é cheia de construções medievais). Do outro, estava Peste (parte mais recente e moderna). Apesar da junção das duas partes, ainda é possível sentir a diferença.

Aproveite para circular por toda a cidade e conhecer a sua história. Budapeste é vibrante e é rica em atrações turísticas. Visite museus, castelos, pontes, casas de águas termais e curta a noite, lotada de pubs (que funcionam em prédios antigos – os chamados ruin pubs). Custo médio diário: 28 euros.

Sarajevo, Bósnia

8 – Sarajevo (Bósnia)

Quando a gente fala em Sarajevo, pensamos logo na palavra guerra, certo? Mas seu passado sangrento ficou para trás. A cidade é segura para mulheres que viajam sozinhas, barata e muito organizada.

E como Sarajevo fica dentro de um longo vale, é possível apreciar o clima de montanha e floresta. Delícias gastronômicas: carne, legumes, ensopados, temperos, pães e muitos doces. Custo médio diário:cerca de 29 euros.

Riga

9 – Riga (Letônia)

A cidade parece ter saído de um livro de contos de fadas. Imagina conhecer castelos, muralhas e torres medievais, jardins e edifícios em estilo Art Nouveau?

No centro histórico, as estreitas ruelas ainda escondem muitos encantos e convidam a diversos passeios. Custo médio diário: 29 euros.

Zagreb

10 – Zagreb (Croácia)

Zagreb tem muitas atrações culturais e é bem cosmopolita. Passeie pelas ruas arborizadas, admire as estátuas e os prédios antigos, conheça seus parques, museus e até os cemitérios.

O Mirogoj, por exemplo, é considerado um dos cemitérios mais bonitos da Europa por conta de sua arquitetura e sepulturas emolduradas de acordo com cada religião.

Aproveite ainda para experimentar a gastronomia local no Mercado Central de Zagreb. Custo médio diário: 30 euros.

Leia mais:

Anúncios